Posts em Destaque

Um Carro a Menos(a)Vai de Bike! Não aguenta mais as filas pra Ressacada? Você pode fazer a diferença! Conheça os benefícios de deixar seu carro em casa e ir pra Ressacada de Bicicleta! Além de se livrar da fila, faz bem pra você, pro seu bolso, pra natureza e até pra quem preferir ficar na fila!

Leia mais...

Grupos de CiclistasGrupos de Ciclistas Pedalar em grupo é mais divertido e mais seguro! Conheça outros ciclistas avaianos que se reúnem para ir aos jogos na Ressacada, e eventualmente para outros passeios também!

Leia mais...

DicasDicas A idéia de usar bicicleta como transporte é nova para você? Aqui você encontra importantes dicas de segurança, seus direitos e deveres como ciclista e como motorista. Saiba, por exemplo porque NÃO andar na contra-mão!

Leia mais...

Rss

Dicas - Comportamento

| Marcadores: estatico | quarta-feira, 1 de abril de 2009

Para o ciclista


- Use ciclovias, ou então a pista: Se existir, use a ciclovia. Por exemplo, no caso da beira-mar sul. Mas na falta de opção melhor, use o acostamento, ou então a faixa de carros, no mesmo sentido dos carros. Isso é seu *direito*, garantido pelo código de transito.
- Não ande na calçada, a não ser "desmontado" (fora da bicicleta, empurrando), para não colocar em risco os pedestres; Outra exceção são as calçadas compartilhadas (para bicicletas E pedrestres), indicadas por placas, onde você deve andar com cuidado pra proteger os pedestres;
- Na pista, ande sempre na MÃO, na direita: Existe ainda na cabeça de muitos ciclistas uma falsa idéia de que andar na contra-mão é mais seguro. Isso é totalmente errado, e além de ir contra o que diz o código de transito, coloca em risco pedestres, outros ciclistas e principalmente você! Veja aqui alguns motivos;
- Use capacete: Muita gente diz que é feio, que é estranho. Mas é um investimento que você só vai descobrir quanto vale a pena se um dia precisar dele. Eu sempre digo que prefiro ser um "estranho intacto" que um "elegante de cabeça quebrada". Torcemos para que você nunca precise realmente usá-lo, mas se um acidente ocorrer, mesmo uma queda inocente sozinho, ele pode ser muito importante.
- A noite, use piscas: Nos jogos a noite, não deixe de utilizar o pisca traseiro: é essencial para dar boa visibilidade para a bicicleta. O farol dianteiro, se você tiver condições, também é muito útil.
- Sinalize suas intenções: Se vai mudar de faixa, cruzar pistas para entrar em alguma rua, etc, sinalize sua intenção esticando o braço na direção que você quer ir. Além de aumentar sua segurança fazendo com que os outros saibam o que você vai fazer a seguir, faz com que os motoristas te respeitem mais - você mostra que não quer atrapalhar, e sim andar de maneira mais harmônica possível com eles.
- Respeite as leis de transito: Você, quando está na bicicleta na rua, é um veículo. Quando está desmontado empurrando, um pedestre! Pare nas faixas pra deixar pedestres passarem, pare nas sinaleiras (ou desmonte da bike pra atravessar pela faixa). Ande na pista que lhe cabe. Respeite, para ser respeitado!

- Para mais dicas, visite: Escola de Bicicleta
- Veja o que o Código Brasileiro de Transito fala sobre as Bicicletas

Para os motoristas


- Respeite o ciclista: Não veja o ciclista como alguém que atrapalha o transito. Muito pelo contrário, ele é um carro a menos atrapalhando, poluíndo, fazendo fila.
- Ultrapasse com segurança para o ciclista: O Código Brasileiro de Transito diz que você deve ultrapassar mantendo 1,5 metros de distância, e velocidade compatível. Sabemos que nem sempre isso é realmente viável, mas ao menos, quando ultrapassar um ciclista, mantenha a máxima distância que conseguir e reduza a velocidade, de forma que no caso de encontrar um obstáculo a gente tenha alguma margem pra desviar (aquela faixa que nos cabe sempre tem bueiros abertos, poças, carros estacionados, pedestres que pulam na rua sem olhar, etc.)
- Não buzine, isso apenas pode assustar o ciclista e causar um acidente desnecessário.
- Cuidado com a porta: Ao saltar do carro no meio de uma rua, você precisa olhar se vem algo antes de abrir a porta. Este é um acidente dos mais comuns entre carros e bicicletas, pois muitos motoristas abrem a porta um pouco para então olhar se não vem carro, e o ciclista não tem tempo de reagir (ou, se reagir, pode acabar colidindo com um carro que esteja passando muito próximo);